Rinoplastia

QUAL A EVOLUÇÃO PÓS-OPERATÓRIA?

Até que se atinja o resultado almejado, diversas fases evolutivas são características deste tipo de cirurgia. Assim é que edemas mais intensos (inchaços), “rouxidao” de infiltrado sanguíneo, dificuldade respiratória nos primeiros dias, são comuns e alguns apresentam estes fenômenos com menor intensidade que outros. Toda e qualquer preocupação de sua parte deverão ser transmitida ao seu cirurgião plástico.O inchaço tem carater intinerante, podendo num dia estar maior numa área do que em outra, e no outro mudar para outro lado. Após o quarto mes, já tem uma mudança significativa. No entanto, lembre-se que nenhum resultado de cirurgia estética do nariz deverá ser avaliado antes de período compreendido até 12º mês de pos-operatório.

QUANDO PODEREI TOMAR SOL?

Enquanto houver manchas equimoses (manchas  roxas), é aconselhável que se evite a exposição solar. No entanto recomenda-se o uso de protetor solar por 6 meses

EM QUE POSIÇÃO DEVEREI DORMIR, NOS PRIMEIROS DIAS?

Sempre com a cabeça elevada no leito ( com 2 ou 3 travesseiros sob o colchão), por um periodo de 15 dias. Manter-se com a face voltada para cima, sempre que possível.

HÁ DOR NO PÓS-OPERATÓRIO?

Raramente. A rinoplastia apresenta pós-operatório geralmente confortável, havendo ouso de anti-inflamatorios nos primeiros dias. Quando ocorrer uma eventual dor, está é usualmente combatida com analgésicos, comuns.

O NARIZ SANGRA NOS PRIMEIROS DIAS?

Existe um pequeno sangramento, que é normal nas primeiras 48 horas. Isto, entretanto, não deverá ser motivo de preocupação, pois um curativo de proteção, e colocado junto ao labio junto aos orificios nasais, a fim de higienizar esse sangramento. Esse curativo adicional poderá ser trocado em casa, tantas vezes necessário.

SÃO UTILIZADOS CURATIVOS?

Quando se realiza o procedimento de fratura, o nariz é mantido imobilizado com gesso ou outro material, que o recobre parcialmente, permanecendo por cerca de sete a oito dias. Em alguns casos é utilizada uma pelicula de silicone ou plastico dos dois lados do septo, para prevenie aderencias e substitui os antigos tampoes que poderá ser deixado por 7 dias. Quando da associação com septoplastia ou retirada das conchas nasais, o tempo de permanência dos tampões será o mesmo.

QUAL O TEMPO DE INTERNAÇÃO?

Poderá variar de 12 horas até 24 horas de internação. Dependendo do tipo de anestesia utilizada e da recuperação do paciente no pós-operatório imediato.

QUANTO TEMPO DEMORA O ATO CIRÚRGICO?

Entre duas e quatro horas. Em alguns casos este tempo é ultrapassado. O tempo de ato cirúrgico não deve ser confundido com o tempo de permanência do paciente no ambiente de Centro Cirúrgico, pois, esta permanência envolve também o período de preparo do anestésica e recuperação pós-operatória. Seu médico poderá-lhe informar quanto ao tempo total.

QUAL O TIPO DE ANESTESIA QUE SE UTILIZA PARA A OPERAÇÃO?

Tanto a anestesia local sob sedação quanto a geral poderão ser utilizadas. Ficará a critério da equipe cirúrgica indicar a mais conveniente, sendo na maiopria das vezes anestesia geral, que tem maior segurança para vias respiratórias.

HÁ RISCO NESTA CIRURGIA?

Todo ato cirurgico inclui , um risco variável e a Cirurgia Plástica, como parte da Medicina, não é exceção. Pode-se minimizar o risco, preparando-se convencionalmente cada paciente e fornecendo os cuidados necessarios no pós -operatório, mas não eliminamos os riscos completamente.

Blefaroplastia

OS OLHOS FICARÃO OCLUÍDOS APÓS CIRURGIA?

Não, habitualmente permanecem livres para abertura. Podem ser recomendadas a colocação de compressas com solução fisiológica fria por alguns minutos, várias vezes ao dia.

QUANDO ATINGIREI O RESULTADO DEFINITIVO?

Após o 6º mês. Entretanto, logo após 3 semanas subseqüentes a aparência de melhoria ja é significativa.

O QUE SÃO AS “MANCHAS ROXAS” OBSERVADAS EM CERTOS CASOS?

Nada mais são do que a infiltração do sangue na pele subjacente (esquimoses), e mesmo na conjuntiva ocular; são devidas ao próprio trauma cirúrgico. Tais fatos não devem ser considerados como complicações, mas sim, uma intercorrência transitória e reversível.

QUANTO TEMPO DURA A CIRURGIA?

Em torno de 90 a 180 minutos. Dependendo do caso, existem detalhes que podem prolongar este tempo. Entretanto, o tempo de ato cirúrgico não deve ser confundido com o tempo de permanência do paciente no ambiente de Centro Cirúrgico, pois, esta permanência envolve também o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória.

QUAL O PERÍODO DE INTERNAÇÃO?

Anestesia local: de 6 a 12 horas.

Anestesia geral: até 24 horas.

OS OLHOS FICAM MUITO INCHADOS? POR QUANTO TEMPO?

Sim, geralmente nos 3 primeiros dias o inchaço é maior, depois  começa a regressão. O edema (inchaço) dos olhos varia de paciente para paciente. Existem aqueles (as) que já no 4º ou 5º dia apresentam-se com um aspecto bastante natural. Outros existem que irão atingir este resultado após 2 semanas. O uso de óculos escuros poderá ser útil nesta fase, assim como a utilização de compressas frias diminui a intensidade de edema. Somente após o 3º mês é que poderemos dizer que o edema residual é discreto.

HÁ RISCO NESTA OPERAÇÃO?

Todo ato cirúrgico inclui no seu bojo um risco variável e a cirurgia plástica como parte da Medicina não é exceção. Pode-se minimizar o risco preparando-se convenientemente cada paciente mas não eliminá-lo completamente. O risco cirúrgico não é muito diferente das demais cirurgias plásticas, quando não existem fatores agravantes e na vigência dos cuidados médicos cirúrgicos usuais.

HÁ DOR NO PÓS-OPERATÓRIO?

Geralmente não. Todavia, se ocorrer, esta poderá ser combatida com o uso de analgésicos comuns.

QUAL O TIPO DE ANESTESIA?

Pela extensão da cirurgia e pela qualidade dos anestésicos, a maioria dos casos é operada sob anestesia local (com ou sem sedação). Em casos especiais pode ser utilizada anestesia geral.

EXISTE CORREÇÃO PARA CICATRIZES HIPERTRÓFICAS?

Vários recursos clínicos e cirúrgicos nos permitem melhorar tais cicatrizes inestéticas, na eventualidade de ocorrencia, na época adequada. Não se deve confundir, entretanto o “período mediato” da cicatrização normal (do 30º dia até o 12º mês) como sendo uma complicação cicatricial. Qualquer dúvida a respeito da sua evolução deverá ser esclarecida com seu médico.

Otoplastia

NÃO HÁ RISCO DE “VOLTAR O ABANO” APÓS A CIRURGIA?

O resultado geralmente é definitivo, mas como tudo em medicina não se pode dar garantia de resultado, podendo haver necessidade de pequenas reparações.

EM QUANTO TEMPO SE ATINGIRÁ O RESULTADO DEFINITIVO?

Assim que se retira o curativo já teremos em torno de 70% do resultado almejado. Após 6 meses , o resultado será definitivo.

QUANDO SÃO RETIRADOS OS PONTOS?

Não são retirados e quando há necessidade de retirar é em torno do 8º ao 15º dia.

COMO É O CURATIVO?

Protege-se a orelha (principalmente em crianças), nos primeiros dias, com uma espécie de touca, ou mesmo curativos do tipo envoltório com atadura a fim de evitar traumatismos locais. Em alguns casos, recomenda-se o uso das faixas tipo “ballet” ou “tênis” durante as primeiras semanas.

HÁ DOR NO PÓS-OPERATÓRIO?

Certo incômado poderá ocorrer no pós operatório. Quando houver esta intercorrência, ela é combatida com analgésicos comuns. Há tambem medidas pos operatórias com mobilizaçao orienta do curativo que minimizam a dor.

HÁ PERIGO NESTA OPERAÇÃO?

Todo ato cirurgico inclui um risco variável e a Cirurgia Plástica, como parte da Medicina, não é exceção. Pode-se minimizar o risco, preparando-se corretamente cada paciente, mas não pode eliminá-lo completamente.

QUANTO TEMPO DEMORA O ATO CIRÚRGICO?

Geralmente em torno de 90 a 120 minutos. Entretanto, o tempo de cirurgia não deve ser confundido com o tempo de permanência no ambiente de Centro Cirúrgico, pois, esta permanência envolve tambem o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória. Seu médico poderá lhe informar quanto ao tempo total.

QUAL O PERÍODO DE INTERNAÇÃO?

Meio período até um dia, dependendo do tipo de anestesia e idade do(a) paciente.

QUAL O TIPO DE ANESTESIA?

Crianças: geralmente com anestesia geral.

Adultos: geralmente com anestesia local com ou sem sedação.

EXISTE CORREÇÃO PARA CICATRIZES HIPERTRÓFICAS?

Vários recursos clínicos e cirúrgicos nos permitem melhorar tais cicatrizes inestéticas, na época adequada.Na orelha as cicatrizes costumam ficar pouco visíveis por sua localizacao atras das orelhas. Não se deve confundir, entretanto, o “período mediato” da cicatrização normal (do 30º dia até o 12º mês) como sendo uma complicação cicatricial. Qualquer dúvida a respeito da sua evolução deverá ser esclarecida com seu médico.

tenho outra dúvida

Ritidoplastia

QUAL A EVOLUÇÃO PÓS-OPERATÓRIA?
Até que se consiga atingir o resultado almejado, diversas fases evolutivas são características deste tipo de cirurgia. Assim é que edemas (inchaços), “manchas” de infiltrado sanguíneo, hipersensibilidade de algumas áreas, insensibilidade de outras, são comuns em todos os pacientes, evidentemente, alguns pacientes, apresentarão esses fenômenos com maior ou menor intensidade que outros. O seu organismo se encarregará de dissipar esses pequenos transtornos. Toda e qualquer preocupação de sua parte deverão ser transmitidas ao seu cirurgião, que lhe prestará esclarecimentos necessários para sua tranqüilidade. Um curto período de “depressão emocional” poderá ocorrer nos primeiros dias, devido ao aspecto transitório, e geralmente advêm da “ansiedade em ser atingido o resultado final o quanto antes”. Tenha paciência. Lembre-se que nenhum resultado de cirurgia de rejuvenescimento facial poderá ser avaliado de pelo menos 3 a 6 meses de pós-operatório, com resultado final em 12 meses.

O “CORTE DE CABELO” PREPARATÓRIO PARA A CIRURGIA É MUITO EXTENSO?
Os cabelos quando cortados, abrangem apenas as áreas das incisões portanto, no pós-operatório imediato, este inconveniente poderá ser disfarçado, com penteados adequados.

QUANDO PODERÃO SER LAVADOS E PENTEADOS OS CABELOS?
Entre o 2º e o 7º dia pós-operatório poderão ser lavados e penteados os cabelos (com cautela). Para secá-los, pode-se utilizar secador manual com ar discretamente aquecido. As tinturas geralmente após a 4ª semana.

QUANDO PODERÁ SER UTILIZADA MAQUIAGEM?
Fica a criterio de cada cirurgião fornecer maiores detalhes a esse respeito, mas se tudo correr bem, em torno da 1ª semana.

QUANDO SÃO RETIRADOS OS PONTOS?
Os pontos das pálpebras poderão ser retirados a partir do 3º ou 4º dia. Os remanescentes (face, pescoço, couro cabeludo), entre sete e quinze dias.

HÁ DOR NO PÓS-OPERATÓRIO?
Ocasionalmente poderá ocorrer dor, que poderá ser controlada com analgésicos comuns.

OS OLHOS FICAM OCLUSOS NO PÓS-OPERATÓRIO?
Habitualmente não. Poderá ser recomendada a aplicação de compressas de gaze ou algodão embebidos em solução fisiológica ou em água fria sobre os olhos, que podem ser trocadas periodicamente, várias vezes ao dia.

SÃO UTILIZADOS CURATIVOS?
Sim. Geralmente são utilizados curativos. Um primeiro curativo permanece em torno das primeiras 24 horas, podendo-se optar por um novo curativos em toda a área operada ou sobre as cicatrizes residuais, após esse período.

QUAL O TEMPO DE INTERNAÇÃO?
Dependendo do tipo de anestesia, entre 12 a 24 horas+, sempre levando-se em conta o conforto e segurança do paciente.

QUANTO TEMPO DEMORA O ATO CIRÚRGICO?
Em caso de cirurgia completa, envolvendo face, pálpebras e pescoço, o ato cirúrgico poderá durar 4 horas ou mais, dependendo do caso. Entretanto, o tempo de ato cirúrgico não deve ser confundido com o tempo de permanência do paciente no ambiente de Centro Cirúrgico, pois, esta permanência envolve também o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória.

Lipoaspiração

QUAL A EVOLUÇÃO PÓS-OPERATÓRIA?
Até que se consiga atingir o resultado almejado, diversas fases evolutivas são características deste tipo de cirurgia. Assim é que edemas (inchaços), “manchas”ou rouxidão de infiltrado sanguíneo, hipersensibilidade de algumas áreas, insensibilidade de outras, são comuns a todos os pacientes.

Evidentemente, alguns pacientes apresentarão estes fenômenos com maior ou menor intensidade que outro. O seu organismo se encarregará de dissipar esses pequenos transtornos. Toda e qualquer preocupação de sua parte deverá ser transmitida ao seu cirurgião, que lhe prestará esclarecimentos necessários para sua tranqüilidade. Um curto período de “depressão emocional” poderá ocorrer nos primeiros dias, devido ao aspecto transitório, geralmente advém da “ansiedade em se atingir o resultado final o quanto antes”. Tenha paciência. Lembre-se que nenhum resultado poderá ser avaliado com menos e 3 a 6 meses de pós-operatório, as vezes até um ano. Condutas complementares em Academias, com esteticistas ou fisioterapeutas, poderão melhorar bastante o resultado final; a modelagem muscular é um fator de grande importância no novo contorno corporal. A drenagem linfática é fundamental no pos-operatório.

QUANDO SÃO RETIRADOS OS PONTOS?
Não são retirados e quando necessário retirar em torno do 7º dia.

QUANDO PODEREI TOMAR BANHO COMPLETO?
Após 48 horas dependendo da extensão da cirurgia.

SÃO UTILIZADOS CURATIVOS?
Sim. Curativos semicompressivos com cintas especiais, mantidos por um período variável, podendo ser até 3 meses.

QUAL O PERÍODO DE INTERNAÇÃO?
O tempo de internação também é variável de acordo com a extensão da área abordada e da anestesia utilizada. Pode ser de 12 a 24 horas.

QUANTO TEMPO DURA O ATO CIRÚRGICO?
Dependendo da extensão das áreas a serem tratadas, o tempo é variável. Entretanto, o tempo de ato cirúrgico não deve ser confundido com o tempo de permanência do paciente no ambiente de Centro Cirúrgico, pois, esta permanência envolve também o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória.

QUE TIPO DE ANESTESIA É UTILIZADO PARA ESTA OPERAÇÃO?
Anestesia geral, raqui ou peri-dural, ou local assistida, de acordo com as áreas a serem abordadas.

HÁ PERIGO NESTA OPERAÇÃO?
Todo ato cirúrgico inclui um risco variável, e a Cirurgia Plástica, como parte da Medicina, não é exceção. Pode-se minimizar o risco, preparando-se convenientemente, entretanto é importante levar em conta que grandes volumes retirados poderão variar o risco. É consenso da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, que o volume total a ser retirado não ultrapasse de 5 a 7% do peso corporal em cada procedimento.

O PÓS-OPERATÓRIO DE LIPOASPIRAÇÃO É MUITO DOLOROSO?
Geralmente não. Uma lipoaspiração ou lipoescultura não costumam apresentar dor. Eventuais incômodos podem ser resolvidos com a utilização de analgésicos comuns, e evitando o uso de cintas muito apertadas.

A GRAVIDEZ FUTURA PREJUDICA O RESULTADO?
O resultado poderá ser preservado. Se você não engordar muito e voltar ao seu peso anterior e além disso sua pele não apresentar flacidez e estrias decorrentes da gravidez, as formas obtidas poderão estar mantidas. Devemos salientar, entretanto, que tanto o corpo da mulher quanto o do homem, sofrem variações da forma com o decorrer do tempo, devido à distribuição da gordura nas diversas áreas corporais, principalmente no abdome, nádegas e coxas. Assim é que com o passar dos anos, a disposição da gordura no corpo muda, embora a quantidade de gordura retirada seja a mesma.

Abdominoplastia

QUAL A EVOLUÇÃO PÓS-OPERATÓRIA?
Você , não deve se esquecer que, até que se consiga atingir o resultado almejado, diversas fases são características deste tipo de cirurgia. Assim o resultado final depende além da evolução cicatricial, da forma do abdome, bem como a sensibilidade, consistência, etc. O tempo, o seu organismo eos cuidados orientados se encarregarão de dissipar pequenos transtornos. Toda e qualquer preocupação da sua parte deverá ser transmitida ao seu cirurgião que lhe prestará os esclarecimentos complementares necessários. Um curto período de depressão emocional poderá ocorrer nas 1ªs semanas, devido ao aspecto transitório e geralmente advém da ansiedade de se atingir o resultado final, o quanto antes. Lembre-se que nenhum resultado de cirurgia de abdomem pode ser considerado definitivo antes de pelo menos 12 meses.

 

QUANDO PODEREI TOMAR BANHO COMPLETO?
Geralmente após 2 ou 3 dias. Alguns casos poderão requerer cuidados adicionais sobre a área operada, podendo-se, recomendar evitar o umedecimento por mais tempo.

QUANDO SÃO RETIRADOS OS PONTOS?
Não são retirados e quando há necessidade de retirar é em torno do 8º ao 12º dia.

SÃO UTILIZADOS CURATIVOS?
Sim. Curativos especiais, trocados periodicamente pela equipe médica.

QUAL O PERÍODO DE INTERNAÇÃO?
De um a três dias.

QUANTO TEMPO DURA O ATO CIRÚRGICO?
Tanto quanto o caso demandar. Entretanto, o tempo de ato cirúrgico não deve ser confundido com o tempo de permanência do paciente no ambiente de centro Cirúrgico, pois esta permanência envolve também o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória.

 

QUE TIPO DE ANESTESIA É UTILIZADA PARA ESTA OPERAÇÃO?
Anestesia geral, raqui ou peri-dural.

HÁ PERIGO NESTA OPERAÇÃO?
Todo ato médico um risco variável e a cirurgia plástica como parte da medicina não é exceção. Pode-se minimizar o risco preparando-se convenientemente cada paciente mas não eliminá-lo completamente. O risco cirúrgico não é muito diferente das demais cirurgias plásticas, quando não existem fatores agravantes e na vigência dos cuidados médicos cirúrgicos usuais.

 

O PÓS-OPERATÓRIO DA DERMOLIPECTOMIA ABDOMINAL É MUITO DOLOROSO?
As dermolipectomias geralmente não apresentam dor intensa e na sua ocorrência poderá ser controlada por analgésicos comuns.

A GRAVIDEZ POSTERIOR A CIRURGIA ALTERA O RESULTADO?
O seu ginecologista lhe orientará melhor sobre a conveniência da nova gravidez. Quanto ao resultado, não se pode prever, é aconselhável que tenha a prole já definida antes da plástica abdominal.

 

Mamoplastia de Aumento

O QUE VEM A SER O ENDURECIMENTO DAS MAMAS (RETRAÇÃO DA CÁPSULA)?

É uma retração exagerada da cápsula fibrosa (cicatriz interna) que se forma em torno da prótese, que determina diferentes graus de endurecimento à região, quando palpada. Alguns casos podem sofrer retração e em casos de vazamento, esta retração poderá ser mais acentuada, se isto ocorrer as próteses deverão ser retiradas e trocadas. Posteriormente, ambos, cirurgião e paciente, poderão avaliar a conveniência ou não da reintrodução de outras próteses, com um diferente plano de introdução ou outra conduta que melhor se adapte ao caso. A retração da cápsula não reflete um problema cirúrgico, mas sim, um comportamento reacional exacerbado do organismo, devido à presença das próteses de silicone.

QUANDO PODEREI RETORNAR AOS MEUS EXERCÍCIOS?

Depende do tipo de exercícios e da evolução individual, não existe um período padrão. Exercícios pesados devem aguardar de 90 dias.

QUANDO SÃO RETIRADOS OS PONTOS?

Não são retirados e quando há necessidade de retirar é em torno do 6º ao 15º dia.

SÃO UTILIZADOS CURATIVOS?

Sim. Curativos elásticos e/ou modelantes, especialmente adaptados a cada tipo de mama, que podem ser trocados pelo médico ou pela própria paciente quando necessário.

QUAL O PERÍODO DE INTERNAÇÃO?

De 12 a 24 horas.

QUANTO TEMPO DURA O AO CIRÚRGICO?

Em média de 2 a 3 horas. Entretanto o tempo de ato cirúrgico não deve ser confundido com o tempo de permanência do paciente no ambiente de Centro Cirúrgico, pois, esta permanência envolve também o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória.

QUAL O TIPO DA ANESTESIA UTILIZADA?

Anestesia geral, peridural ou local sob sedação.

O PÓS-OPERATÓRIO DESTA CIRURGIA É DOLOROSO?

Eventualmente poderá correr manifestação dolorosa, geralmente associada ao movimento dos braços que costumam regredir com analgésicos comuns.

NO CASO DE NOVA GRAVIDEZ, O RESULTADO PERMANECERÁ OU FICARÁ PREJUDICADO?

Não se pode prever a ação da gravidez sobre as mamas, o seu ginecologista lhe dirá da conveniência ou não de nova gravidez. Quanto ao resultado, poderá ser preservado. Geralmente a nova gravidez não interfere no resultado da cirurgia de aumento das mamas com próteses.

COMO FICARÃO MINHAS MAMAS, EM RELAÇÃO AO TAMANHO E CONSISTÊNCIA?

As mamas terão seu volume aumentado através da cirurgia, melhorando sua consistência e forma com a intervenção cirúrgica. Assim é que, neste caso, pode-se escolher o novo volume, pois se dispõe de vários tamanhos e tipos de próteses de silicone a serem introduzidas. Deverá existir uma harmonia entre o volume das mamas e o tamanho do tórax, característica que deve ser objetivada no planejamento da cirurgia. A mama operada passará por vários períodos evolutivos em função do processo cicatricial.

Período Imediato: Vai até o 30º dia. Neste período, apesar das mamas se apresentarem com aspecto melhor a sua forma e volume ainda estão aquém do resultado planejado.

Período Mediato: Vai do 30º dia até o 3º mês – Neste período a mama começa a apresentar uma evolução que tende à forma definitiva. Ainda existem, neste período, um certo grau de “inchaço” das mamas; além disso, o aspecto cicatricial encontra-se em plena fase de transição.

Período Tardio: Vai do 3º até o 18º mês. É o período em que a mama atinge seu aspecto definitivo (cicatriz, consistência, volume, sensibilidade, etc.).

Mamoplastia de Redução

QUANDO PODEREI RETORNAR AOS MEUS EXERCÍCIOS?
Dependo do tipo de exercícios e da evolução individual,não existe um período padrão, habitualmente os exercícios de braço e peitoral devem aguardar 3 meses.

QUAL A EVOLUÇÃO PÓS-OPERATÓRIA?
Até que se atinja o resultado almejado, as mamas passarão por diversas fases, assim é que o resultado final depende da evolução das cicatrizes e das modificações temporárias próprias da mama em forma e consistência. Toda e qualquer preocupação da sua parte deverá ser transmitida ao seu cirurgião que lhe prestará os esclarecimentos complementares necessários. Um curto período de depressão emocional poderá ocorrer nas 1ªs semanas, devido ao aspecto transitório e geralmente advém da ansiedade de se atingir o resultado final. Lembre-se que nenhum resultado de cirurgia de mama pode ser considerado definitivo antes de pelo menos 12 meses.

QUANDO TOMAREI BANHO COMPLETO?
Geralmente após 2 ou 3 dias. Alguns casos poderão requerer cuidados adicionais sobre a área operada, podendo-se, recomendar evitar o umedecimento por mais tempo.

QUANDO SÃO RETIRADOS OS PONTOS?
Não são retirados e quando há necessidade de retirar é em torno do 8º ao 15º dia.

SÃO UTILIZADOS CURATIVOS?
Sim. Curativos elásticos e modelantes, especialmente adaptados a cada tipo de mama. São trocados periodicamente.

QUAL O PERÍODO DE INTERNAÇÃO?
Geralmente de 12 a 24 horas.

QUANTO TEMPO DURA O ATO CIRÚRGICO?
Dependendo de cada tipo de mama, de 2 a 4 horas, podendo-se estender um pouco mais, em certos caso. Entretanto, o tempo de ato cirúrgico não deve ser confundido com o tempo de permanência do paciente no ambiente de Centro Cirúrgico, pois, esta permanência envolve também o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória.

QUAL O TIPO DE ANESTESIA?
Anestesia local, geral, peri-dural ou assossiada, a critério da equipe cirúrgica ( cirurgião e anestesista).

HÁ PERIGO NESTA OPERAÇÃO?
Todo ato médico inclui um risco variável e na Cirurgia Plástica, como parte da Medicina, não é exceção. Pode-se minimizar o risco, preparando-se convenientemente cada paciente, mas não eliminá-lo completamente.

O PÓS-OPERATÓRIO DA CIRURGIA MAMÁRIA É DOLOROSO?
Geralmente não, desde que a paciente obedeça às instruções médicas, principalmente no que tange à movimentação dos braços nos 30 primeiros dias, e na vigência da dor esta geralmente regride com analgésicos comuns.

 

Transplante Capilar

SE EU NÃO ESTIVER UMA REGIÃO DOADORA SUFICIENTE PARA A REALIZAÇÃO DO TRANSPLANTE, EXISTE ALGUMA OUTRA MANEIRA?

Sim. Neste caso, é adotado o procedimento de micro pigmentação que irá dar o efeito de cabelo raspado.

IMPLANTE É A MESMA COISA QUE TRANSPLANTE?

Não. O implante utiliza fios de cabelo artificiais que são colocados na região desejada; enquanto o transplante utiliza os fios do couro cabeludo do próprio paciente.

TEREI UMA MAIOR QUANTIDADE DE FIOS DE CABELO?

Não é aumentado a quantidade de fios de cabelos, apenas a redistribuicão deles para que fiquem melhor distribuídos pelo couro cabeludo, criando uma ilusão de preenchimento que dará grande diferença ao que era antes.

É DOLOROSO?

A maioria dos pacientes não relata qualquer tipo de desconforto após o efeito da anestesia. No entanto, é normal se algum incomodo surgir até um dia depois da cirurgia.

É POSSÍVEL PINTAR O CABELO APÓS O TRANSPLANTE?

Sim. Basta aguardar quatro semanas após a cirurgia para colorir os fios.

OS FIOS TRANSPLANTADOS NÃO CAEM NUNCA MAIS?

Não, pois os fios transplantados são retirados de uma área doadora, livre dos genes que provocam a sua queda.

Transplante de Sobrancelha

SE EU NÃO ESTIVER UMA REGIÃO DOADORA SUFICIENTE PARA A REALIZAÇÃO DO TRANSPLANTE, EXISTE ALGUMA OUTRA MANEIRA?

Sim. Neste caso, é adotado o procedimento de micro pigmentação que irá dar o efeito de cabelo raspado.

IMPLANTE É A MESMA COISA QUE TRANSPLANTE?

Não. O implante utiliza fios de cabelo artificiais que são enxertados na região desejada; enquanto o transplante utiliza os fios do couro cabeludo do próprio paciente.

TEREI UMA MAIOR QUANTIDADE DE FIOS DE CABELO?

Não é aumentado a quantidade de fios de cabelos, apenas a redistruiçao deles para que fiquem melhor distribuídos pelo couro cabeludo, criando um  preenchimento de fios localizado na área de necessidade, que dará grande diferença ao que era antes.

É DOLOROSO?

A maioria dos pacientes não relata qualquer tipo de desconforto após o efeito da anestesia. No entanto, é normal se algum incomodo surgir até um dia depois da cirurgia.

É POSSÍVEL PINTAR O CABELO APÓS O TRANSPLANTE?

Sim. Basta aguardar quatro semanas após a cirurgia para colorir os fios.

OS FIOS TRANSPLANTADOS NÃO CAEM NUNCA MAIS?

Não, pois os fios transplantados são retirados de uma área doadora, livre dos genes que provocam a sua queda.

Transplante de Barba

IMPLANTE É A MESMA COISA QUE TRANSPLANTE?

Não. O implante utiliza fios de cabelo artificiais que são colocados na região desejada; enquanto o transplante utiliza os fios do couro cabeludo do próprio paciente.

 

É DOLOROSO?

A maioria dos pacientes não relata qualquer tipo de desconforto após o efeito da anestesia. No entanto, é normal se algum incomodo surgir até um dia depois da cirurgia.

QUANTO TEMPO LEVA PARA OBTER OS RESULTADOS DESEJADOS?

Os fios transplantados poderão cair a partir da 4ª semana, mas começarão a crescer entre 3 e 4 meses a partir dos bulbos transplantados. O resultado definitivo é observado a partir do 10º mês e fica bastante natural já que os fios são transplantados um a um, e não em tufos. Mesmo quando o paciente resolve fazer a barba, não são vistas cicatrizes na área receptora.

UMA ÚNICA SESSÃO DE TRANSPLANTE É O SUFICIENTE?

Depende de cada caso, mas, muitas vezes, apenas com uma sessão de implante já é possível preencher as falhas na barba. Geralmente, pacientes que apresentam ausência total de pelos é recomendado mais de uma sessão.

POSSO FAZER A BARBA NORMALMENTE?

Sim. Uma vez transplantados, os pelos da barba são naturais e permanentes. Após o crescimento total dos fios em toda a área implantada, é possível raspá-los ou cortá-los.